Por onde começar

“Nosso maior esforço deve ser desenvolver seres humanos livres, que sejam capazes de transmitir propósito e direção para suas vidas. A necessidade de imaginação, um senso de verdade e um sentimento de responsabilidade – essas três forças são o próprio nervo da educação. ” (Rudolf Steiner)

Muitos de nós somos atraídos para a Pedagogia Waldorf pela sua abordagem holística, pela estética única de seus materiais e brinquedos e por seu estilo não massificado de educar. No entanto, é importante começar sabendo que todas estas qualidades são apenas consequências de uma ampla e completa filosofia que desenha esta linha pedagógica e que embasa cada uma destas emblemáticas características.

A Pedagogia Waldorf foi criada no início do século XX a partir das ideias do filósofo austríaco Rudolf Steiner. Pode-se dizer que ela é a expressão pedagógica de uma imensa área de conhecimento desenvolvida e sistematizada por Steiner chamada Antroposofia, cuja abrangência atinge também as áreas da medicina, da arquitetura, da agricultura, das artes, entre tantas outras.

A Pedagogia Waldorf apoia-se, essencialmente, na visão antroposófica sobre a natureza do ser humano, mais precisamente, na apurada observação do desenvolvimento da criança. Todo o currículo é desenhado de modo a contemplar estas fases do desenvolvimento da criança, trazendo temas específicos que vêm de encontro com a fase de cada idade e, assim, dando suporte ao desenvolvimento saudável, criativo e integral de cada ser.

É uma educação que contempla a cabeça, o corpo e a alma.

Ainda que todo o conhecimento sobre a Antroposofia e as raízes do pensamento de Steiner pareçam coisas demais para absorvermos num primeiro momento, é possível aproximar-se da Pedagogia Waldorf e, até mesmo, aplicá-la de forma saudável e estruturada, observando alguns princípios fundamentais:

1. Os seres humanos não são apenas seus pensamentos intelectuais. Somos também corpo e espírito.

2. O desenvolvimento das crianças (e de todos os seres humanos, na verdade), ocorre em ciclos de sete anos, aproximadamente, e a aprendizagem deverá acompanhar de forma específica cada um destes ciclos.

3. Diferentes temas e habilidades serão ensinados em idades específicas e é justamente isto que irá complementar e fortalecer o desenvolvimento natural da criança.

4. Estes temas são distribuídos ao longo do ano em épocas, que são como blocos de estudo focados em um mesmo assunto e que duram entre 3 e 8 semanas, com o objetivo de aprofundar, e depois deixar o tema adormecer por um tempo. A principal ferramenta para o ensino das épocas são as chamadas aulas principais.

5. O ensino deve ser criativo e artístico, e os professores (ou os pais, no caso da educação domiciliar) são livres para ensinar da forma como desejarem e que melhor atenda às necessidades das crianças, considerando sempre o conhecimento sobre as fases do desenvolvimento.

6. O objetivo das épocas é sempre oferecer à criança experiências, antes de ensinar os conceitos propriamente ditos.

Perceba que nenhum destes princípios tem qualquer coisa a ver com a forma como você decora a sua casa, com os brinquedos que oferece para o seu filho ou com quais materiais artísticos está usando. Ainda que muitas destas coisas possam ter uma expressão quando consideramos as fases do desenvolvimento da criança e, inclusive, possam aprimorar a aprendizagem do seu filho com a Pedagogia Waldorf, elas não são a pedagogia em si. Esteja à vontade para adentrar ao mundo belo e acolhedor da Pedagogia Waldorf, mas não se preocupe se o seu orçamento não comporta determinados materiais ou se algo que é “tipicamente Waldorf” simplesmente não faz sentido para você! Não é esta ideia de liberdade que estamos buscando, certo?

Então, voltando ao início do nosso texto, comece por compreender esta espinha dorsal da Pedagogia Waldorf, não por comprar este ou aquele material. Desenvolva antes sua própria percepção sobre estes princípios e aprofunde nos temas discutidos por Steiner sobre o desenvolvimento da criança. Compreenda que, na Pedagogia Waldorf, tudo tem um sentido, uma razão de ser que vem de encontro exatamente ao que cada criança precisa. Então, a partir disto, você saberá exatamente quais os materiais, instrumentos e abordagens serão necessárias para vivenciar esta educação na sua casa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: